terça-feira, 24 de novembro de 2015

IL TARTUFO BIANCO... Aiaiai - um encontro no Fasano.

Quem me conhece sabe que tenho um paladar que é amante de iguarias. Um dos maiores prazeres da minha vida é experimentar novos sabores. E isso inclui ovas, queijos, fungos...risos E o que mais gosto é identificar dentre esses novos experimentos, sabores que me acompanham pelo resto da vida. Minhas papilas gustativas deliram em pensar em alguns deles, como é o caso do queijo da serra da estrela de Portugal e das trufas brancas da Itália.

Ana passado, estava no finalzinho da gravidez nesta mesma época do ano e então as trufas passaram batidas. Mas neste ano fiz questão de ir apreciá-las, lembrando que as trufas pipocam nos restaurantes mais refinados geralmente entre outubro e dezembro.

E escolhi o Fasano. E que escolha.

Pote de ouro no final do arco-íris do Fasano...

Desde o atendimento, passando pela entrada, estava tudo maravilhoso. Exceto pela sobremesa, que apenas estava "boa". Mas também, depois de uma trufa raladinha sem qualquer tipo de miserê, meu paladar estava mal acostumado:

Entradinha de burrata com presunto parma. O melhor presunto desse tipo da minha vida.

Raviolonis de espinafre e gema, salpicados de trufas. HUMMMMMMMM....

Mousse de chocolate com sorbet de blueberries.

Conta. Bom, a conta. Um prato de trufa gira em torno de R$ 500,00 por aí. Lá ia entre R$ 600 e 750 a depender do prato.

Outros lugares para degustar a trufa branca em SP: sei que sempre tem no La Tambouille e no Piselli dos Jardins. Além deles, vi no cardápio do Ristorantino (que falei no post aqui).

Uma opção mais econômica: se estiver na Europa nesta época, se jogue nas trufas, principalmente na Itália. São bem mais em conta. Nos EUA também ficam mais baratas, mas nem tanto assim, por conta do dólar: os pratos giram entre 100 e 200USD (era vantagem no dólar a 2, até 3)...

Assunto nível CARAS: De quebra, na hora da saída, vi Val Marchiori no bar e realmente ela é bem mais bonita ao vivo.


quarta-feira, 11 de novembro de 2015

Ristorantino - Uma grata surpresa!

Sabe quando vc acha que já conhece todos os bons restaurantes da cidade? Então... Quando você recebe a sugestão de testar um novo, dá até medo. Mas minha amiga do coração, com quem compartilho muito os gostos particulares, contou que conheceu este lugar e que simplesmente amou. E lá fomos nós.

Chama-se RISTORANTINO (ex-LOI) e fica nos Jardins, na Melo Alves (na mesma calçada e um par de casas para cima do Le Jazz) e pelo que o nome sugere, é italiano.


O ambiente é super agradável e aconchegante, em tons pastéis. A casa é super pequena e isso lhe confere um ar bem intimista e bem requintado. Mas é no atendimento ao cliente e na comida que está todo o diferencial.

A mesa é atendida com a maior cortesia imaginável, com toda a simpatia fina que se pode esperar (acho que quis dizer por "simpatia fina" aquele garçom e maitre com um leve sorriso no rosto, tom adequado e baixo de voz, sempre solícito). Acho que foi o restaurante que me senti mais bem atendida da vida.

Para fechar com chave de ouro, a comida era divina. PONTO. Simples assim. Pedi uma massa de sêmola com vieiras, alcachofra e molho de limão siciliano que comi rezando. Uma explosão de sabor que não se espera para essa massa sem ovos e diferente.

Consommé com uma massinha da casa, oferecida pelo chef.

Esta massa é um absurdo de deliciosa...

Disse o meu marido que a dele não ficou atrás.

Só a sobremesa, no meu caso, que não estava entre as melhores. Escolhi um suflê de chocolate que não achei tão saboroso assim (acho que pelo padrão elevado que o Parigi estabeleceu para esse doce, meu paladar ficou um pouco frustrado desta vez). Mas o sorvete que acompanhava o suflê era estonteante e cremoso ("pensa" num sorvete de creme delicioso - pois é, nem eu sabia que podia ser tão bom assim, já que sempre achei esse sabor meio insosso).


O site ainda não está no ar. Fica na Melo Alves, 647, São Paulo - SP.

PS: Aos amantes de trufas brancas - está aberta a temporada 2015 e lá já tem! Cerca de R$ 580,00 o prato com a iguaria.

Junto com o Vecchio Torino e Gero, este pequeno restaurante agora lidera minha lista de melhores italianos.