terça-feira, 26 de maio de 2015

Bomba de leite elétrica.

A bomba de retirada de leite materno é, para mim, um item ESSENCIAL pra quem vai amamentar no peito. Isso porque a "ordenha" é o que possibilita sair 5 minutos sem seu bebê e sem ter que se preocupar com um incidente no percurso, ou mesmo com um imprevisto (eu, por exemplo, acabei sendo internada com cólica renal de um minuto para outro e a sorte é que tinha um estoque de leite para 3 mamadas).

Elétrica ou manual? Bom, eu prefiro, de longe, a elétrica. A manual demora demais. Com a elétrica é no máximo 15 minutos em cada seio.

Qual bomba é melhor? No meu caso, optei pela MEDELA Freestyle - uma bomba elétrica, com duas saídas, uma para cada seio, o que permite tirar leite das duas mamas ao mesmo tempo. Ela vem com adaptadores que permitem encaixar a bomba e ficar com as mão livres. Como tem bateria recarregável, você sequer precisa ficar parada.


Fora isso, têm diversos acessórios - o leite já cai no próprio pote que vai à geladeira ou ao freezer. Você encontra todas as peças de reposição no Amazon (eu já comprei extras para trazer, um kit como o da foto abaixo):


Preço: cerca de USD 300 a 450 a depender dos acessórios. A que comprei há 3 anos veio como a da foto abaixo.


Já usei a Medela simples quando internei no hospital e é muito boa também, mas você tem que ficar segurando e fazer a ordenha de um seio de cada vez. Cerca de USD 130:


Por quanto tempo armazenar o leite? Bom, cada site recomenda uma coisa... Mas eu mantenho o leite fora da geladeira (temperatura ambiente) por até 1 hora, no refrigerador por até 24 horas e congelado por até 2 meses.

Como limpar? Eu desmonto todas as peças que entram em contato comigo e o com leite e uma vez por semana esterilizo tudo no microondas. Normalmente, após cada uso, lavo apenas com água e passo o paninho de limpeza da própria Medela e deixo secar.

Acessórios:

No kit que eu comprei veio:

- Saquinhos para esterelização em microondas (perfeitos para se levar em viagens!);
- Lenços umedecidos para limpeza;
- Lanolina para os seios (creme ótimo, igual ao Lasinoh, ótimo para evitar a rachadura do peito);
- Saquinhos extra para armazenar o leite, que vem com um encaixe que já permite retirar o leite com eles, sem ter que ficar trocando de recipiente;
- Protetor de soutien descartável contra vazamento;
- Sacola térmica para quatro potes;
- Bicos de mamadeira que adaptam no próprio potinho da Medela;
- Sacola para transporte da bomba e utensílios (ótima!).

Comprei extras: mais saquinhos de microondas (sempre uso, principalmente em viagens internacionais), mais potinhos, etc. Apesar de já vir um kit para segurar as bombas, achei mais prático o soutien que comprei depois:



quarta-feira, 20 de maio de 2015

TOP Melhores - Dicas de Restaurantes no Porto (Portugal).

A vantagem de Portugal é que você pode sentar em qualquer tasquinha de esquina do seu "Manél" e comer bem... Perto de casa, por exemplo, tem uma na Rua do Ouro, que é bem simples e tudo, mas serve uma comidinha muito honesta (perto do número 250, mas não sei exatamente qual e nem o nome, segue a fotinho do google maps abaixo). Lá, senta-se e se come um prato com vinho e café por 8 euros no almoço. Comi um filezinho frito que estava bem saboroso e me surpreendi.


E assim funciona no centro do Porto também, no cais, em Vila de Gaia, etc. Qualquer portinha que sirva bacalhau vai acolher você bem. Só que por serem turísticos, os restaurantes são mais carinhos.

Mas restaurantes estrelados ou mais refinados, por exemplo, são poucos. E um todo gracinha que tinha a beira mar, o mar literalmente levou embora!!! (o Shis, mas para piorar, teve um incêncio em março que destruiu o que foi reaberto do restaurante sob o nome X Bar).

Na viagem que fizemos pra lá no primeiro semestre de 2014, resolvemos procurar melhor novas opções.

1) Cafeína (veja post sobre ele aqui):



2) Yeatman (tecnicamente em Vila Nova de Gaia - do outro lado do Rio Douro, mas 10 minutos de distância...);





4) Praia da Luz; e


5) Pedro Lemos (em tese o mais frufru do Porto em si, mas com criticas um pouco ruins no boca a boca...).

Para Mariscos (fiz um guia ilustrado dos mariscos em Portugal aqui):

6) A Marisqueira de Matosinhos.


7) A Proa.


Comida oriental japonesa:

Descobri dois super restaurantes japoneses no Porto! O Gosho e o Gull que vou escrever num próximo post.



No centro, uma cafeteria/doceria bem gostosa é O Guarany de 1933 - não deixem de comer os pastéis de natas (vulgos pastéis de Belém)!


PS: Fotos dos sites dos restaurantes.


domingo, 10 de maio de 2015

Mãe.

Depois de um dia das mães intenso (só consigo escrever agora porque ambos os meus filhos dormiram), termino a jornada de hoje encantada. Encantada porque nada mais nesse mundo me faria tão feliz. Algo tão inexplicável como a norma fundamental de Kelsen (amigos do Direito, desculpem, mas eu tinha que voltar pro meu lado nerd), mas que funciona, funciona. É um amor imenso, mais que um coração batendo fora do peito. São dois agora.

Não há como explicar, mas um sorriso deles já vale o meu dia. E, ao final dele, depois de não conseguir sequer ligar o computador (minto, pois ele estava ligado o tempo todo, mas nos vídeos de youtube infantis que meu filho comanda tão bem com seus mini dedinhos), vou dormir realizada.

Eu não sonhei em ser mãe. Não ao menos no momento em que aconteceu e talvez estivesse postergando até hoje por conta da carreira. Mas aconteceu e eu abracei. Não digo que não sinto saudade do tempo em que meu tempo era só meu e que ninguém me explicou quando eu engravidei que tudo ia mudar.

É um ser que depende de você, pra se limpar, para se alimentar. É o seu colo o porto em que ele se sente aconchegado e seguro.

Ninguém me contou que o choro deles faz a gente não se concentrar em mais nada e que dói lá no fundo da alma não conseguir curar. Que, no início e quando estão doentes, a noite se mistura com o dia num ritmo frenético. Que eu não dormiria até tarde num final de semana e jamais planejaria uma viagem de lazer que não incluísse crianças e menu kids... Machu pichu de mochila de novo? Só quando forem adultos e forem comigo.

Mas agora, com os dois dormindo, olho e vejo só amor. Não sei como pude ter criado seres tão perfeitos, lindos. E sabe o que é pior? Que irão ficando independentes de mim. Só agora entendo o que uma mãe sente e por tudo então, agradeço à minha.

Mas a minha vida, que virou "nossa" no momento em que eles nasceram, nunca fez tanto sentido.

quarta-feira, 6 de maio de 2015

Potty training for boys II - Os produtos que comprei e são super legais!

Alguns itens andam me ajudando muito na transição pra privada e vou mostrar pra vocês:

- Cuecas dos personagens que eles curtem. Aqui em casa, dos Carros... Além de facilitar convencer a colocar, é mais um argumento pra lembrar a criança de avisar ou querer fazer no vaso: se sujar, vai ter que trocar, e pode não ter outra de personagem...


- Cuecas de treinamento: são umas cuequinhas ou calcinhas que tem uma espécie de forro mais grossinho, que não evita o vasamento, mas seguram um pouco mais que as outras. Como não têm gel, elas dão a sensação de molhado que vai fazendo com que a criança perceba que é melhor ir à privada.


- Pinico de carros: escolha no tema que seu filho for ficar mais animado. A de carrinho dele veio com a vantagem dele sentar e ficarmos fingindo que estávamos dirigindo. Tem também a privadinha da Fisher Price, que dei de presente pra minha sobrinha: ela é uma miniatura com carinha, que faz barulho quando recebe "algo" especial.


- Pinico portátil 2 em 1 (é um redutor de assento em que as abas fecham e fazem com que vire um pinico descartável - você compra as "sacolinhas" separadas, que têm uma espécie de absorvente interno - ideal para levar na mala já que às vezes a vontade pro número 2 pode apertar em qualquer lugar, como na estrada, por exemplo).

Como redutor...


Dobrando as abas...


Com o saquinho.


Depois de feito é só retirar, dar um nó e jogar no lixo.


Coloquei ele fechado dentro do saquinho de transporte com a minha mão do lado para vcs terem uma noção com perspectiva.

PS: O meu é da marca Potette Plus Kalencom, e comprei via Amazon em Miami.